segunda-feira, 5 de julho de 2010

Um pouco sobre a história do Curió.


CURIÓ

Oryzoborus angolensis, popularmente conhecido como curió, é uma ave passeriforme da família Emberizidae, nativa do Brasil e muito apreciada pelo seu canto. Mede cerca de 15 cm, sendo que o macho é preto na parte superior do corpo e castanho-avermelhado na parte inferior, sendo a parte interna das asas na cor branca. Criado em cativeiro, presta-se a torneios de canto.

Os seus habitats naturais são: florestas subtropicais ou tropicais húmidas de baixa altitude e florestas secundárias altamente degradadas.

Pode ser encontrada nos seguintes países: Argentina, Belize, Bolívia, Brasil, Colômbia, Costa Rica, Equador, Guiana Francesa, Guatemala, Guiana, Honduras, México, Nicarágua, Panamá, Paraguai, Peru, Suriname, Trinidad e Tobago e Venezuela.

O CANTO:

No Brasil foram encontrados 128 tipos diferentes de canto de Curió, normalmente caracterizados por serem oriundos de determinadas regiões do País. Os cantos de Curió que foram sendo mais conhecidos e difundidos foram os que possuíam a qualidade diferenciada da repetição.

CANTOS REGIONAIS MAIS CONHECIDOS:

VITEU (Bahia) - VI VI TE TEU (Pernambuco) - VOVO YIVIU (Alagoas) - PARACAMBI (Rio de Janeiro) - CATARINA (Santa Catarina) - TIMBIRA (Maranhão) - PRAIA GRANDE (Litoral de São Paulo)

CARACTERÍSTICAS:

O Curió possui 9 sacos aéreos que devem ser constantemente exercitados. Por isso quando um Curió manso fica voando de um lado para outro na gaiola, parecendo assustado, ele está na verdade tentando não atrofiar a sua capacidade de voar e todas as funções ligadas aos 9 sacos aéreos, que incluem a capacidade de respirar e de cantar.

Assim sendo, recomendo colocar o curió em uma VOADERIA (espécie de gaiolão de criação, porém com a parte superior abaulada) logo após completarem a muda de penas e deixar ali até o início da época dos torneios. No início deste processo, é infelizmente normal que o curió não consiga voar mas, tão logo ele readquira esta capacidade, convém deixá-lo na voadeira apenas com dois poleiros, um em cima com comida e outro embaixo com a água, para forçá-lo a exercitar vôo. São conhecidos casos onde curiós que foram repetidores e deixaram de repetir, readquiriram esta qualidade quando exercitados na voadeira por um período compatível como tempo que ficaram digamos “atrofiados”. O curió aspira nos QUIM QUIM e expira nas batidas de praia TUÉ TUÉ. Por isso quanto mais batidas de praia um curió emitir, melhor a sua capacidade pulmonar.

CLASSIFICAÇÃO CIENTÍFICA

Reino:Animalia
Filo:Chordata
Classe:Aves
Ordem:Passeriformes
Família:Emberizidae
Género:Oryzoborus
Espécie: O. angolensis

NOME BINOMIAL: Oryzoborus angolensis (Linnaeus, 1766)

DICAS SOBRE SAÚDE

* Nunca lavar o alpiste ou qualquer outra semente. Mesmo depois de secada no sol ou no forno, poderemos verificar, com microscópio, a formação de fungos e bactérias que podem comprometer a saúde de seus pássaros.

* Como combater PIOLHO: No primeiro dia, misturar 8 gotas de vinagre branco na banheira. No segundo dia 5 gotas e no terceiro até o quinto dia, 3 gotas (medida preventiva)

* STRESS: é identificado quando, ao pegar a sua gaiola, o pássaro imediatamente ele defeca. Como anti-stress recomendo a semente PIRILA.

* Muda encruada: amassar carvão e cobrir o fundo da gaiola, até começarem a cair as penas. Existe complexo vitamínicos no mercado para esse fim.

* Muda constante: podem existir diversas causas, mas uma das principal e o excesso de vitamina A. Por isso, costumo oferecer apenas água pura, evitando a intoxicação e outros efeitos indesejados dos medicamentos “químicos”.

* Curió que arranca penas: normalmente as causas estão ligadas a problemas dermatológicos ou deficiências protéicas, que podem ser inibidos através de medicamentos mas, existem casos que por falta de tratamento tornam-se desvios de comportamentos, esses são incuráveis.

* Ácaro de penas: 3 gotas de desinfetante na banheira, por 5 dias.

* Não usar medicamentos “receitados” por amigos, procure sempre um veterinário

Fonte:
Wikipédia e o
website www.bichoonline.com.br

4 comentários:

  1. De uma extrema sensibilidade é uma alma que para e disponibiliza tempo para escutar o canto na natureza.
    Admiro o senhor pelo sua dedicação e acredito que nesse seu novo espaço venha mostrar o quanto tens a acrescentar nesse meio.
    Que seja bem vindo todos que vibram o mesmo intento e prazer na criação dos curiós.
    Sucesso e luz sempre no seu caminho.
    Um beijo Pai.
    Seu filho Call

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pelo blog Vô!!
    Está muito bonito, que o senhor continue com muita saúde e continue a levar ao mundo o lindo canto do Curió!
    Um beijo e um abraço
    Da sua neta Pamela.

    ResponderExcluir
  3. Marcos M
    Muito interessante e bastante instrutiva essa sua página que fala sobre esse pássaro brasileiro de lindo canto, o curió.
    Parabéns também pelo visual da página, que está muito bonito.
    Abraços de Minas Gerais. Marcos M.

    ResponderExcluir
  4. ´muito bom e interesante adore

    ResponderExcluir